Home / Análise dos Jogos / Bristol City 2 x 3 Manchester City – Pós-Jogo

Bristol City 2 x 3 Manchester City – Pós-Jogo

O Manchester City foi a cidade de Bristol nesta terça-feira para disputar o confronto de volta das semifinais da Carabao Cup contra o Bristol City. Após conseguir uma vitória simples na primeira parte, os Citizens necessitavam apenas de um empate para avançar para a decisão.

Com a oportunidade de disputar sua primeira decisão pelo City, Pep Guardiola não quis dar sopa para o azar, colocando praticamente o melhor que tinha a disposição, a exceção do goleiro Ederson e do atacante Sterling. A equipe escalada foi: Bravo; Walker, Stones, Otamendi e Zinchenko; Fernandinho, De Bruyne e David Silva; Bernardo Silva, Aguero e Sané. Danilo e Gundogan entraram na segunda etapa.

Foi uma partida em que um lado só atacou. Desde o começo o Manchester City tomou a iniciativa e buscou garantir de vez a classificação, conseguindo abrir dois gols de diferença. Porém, duas bolas acabaram ocasionando um susto não esperado, e um placar que pouco refletiu o que tinha sido a partida.

A primeira tentativa do City aconteceu aos 08 minutos, Zinchenko recebeu na esquerda e tentou encobrir Steele, mas bola foi para fora. Aos 11, um lance inusitado: em ataque rápido, Silva deixou a bola com Agüero na esquerda, o argentino dominou e cruzou com a canhota, e a bola bateu no travessão.

Zinchenko apareceu novamente aos 22, ele ficou com a bola pela esquerda e arriscou de longe, mas a bola passou perto da trave direita de Steele e foi para fora. Seis minutos depois, grande chance para a equipe: Sané rolou para Silva na esquerda, o espanhol chutou cruzado, e Steele fez boa defesa para o lado, sem que ninguém alcançasse o rebote.

Aos 41, foi a vez de Bernardo Silva aparecer, ele recebeu na direita, puxou para a canhota e chutou rasteiro, e o goleiro do Bristol caiu para fazer a defesa após desvio no meio do caminho. Após tanta pressão, o City conseguiu abrir o placar aos 43, Bernardo recebeu na direita, a marcação do Bristol tentou o desarme, mas Sané ficou com a sobra dentro da área e soltou a bomba cruzada, a bola passou por Steele, Flint ainda tentou o corte, mas mandou contra as próprias redes.

Na segunda etapa, não foi preciso muitas chances para que o City chegasse ao gol, já aos 49, em contra-ataque, Silva acionou De Bruyne pela esquerda, o belga cortou para a direita e deu a bola para Agüero na ponta, o argentino partiu com ela dominada, entrou na área e soltou uma pancada para ampliar o placar.

A partir disso, os Citizens se concentraram principalmente em jogadas em velocidade, uma vez que o Bristol foi obrigado a sair para o jogo. Aos 51, De Bruyne partiu com a bola dominada, foi para a direita, foi quase atrapalhado por Bernardo Silva, mas conseguiu se livrar do companheiro e chutou rasteiro, com Steele espalmando para o lado.

Porém, aos 63, os donos da casa, que pouco haviam aparecido no ataque até então, conseguiram diminuir: Paterson recebeu pela esquerda, cruzou na área, e Pack apareceu nas costas da defesa dos Citizens para cabecear no canto direito de Bravo.

O City tentou responder com Aguero, dois minutos depois, ele recebeu pelo canto direito, levou para a perna esquerda e chutou forte, mas a bola subiu e foi para fora. Aos 69, quase aconteceu um gol contra de Flint, ao tentar cortar cruzamento de Walker, mas Steele conseguiu defender.

Aos 71, Bernardo e David Silva tabelaram pela direita, o espanhol ficou com a bola e chutou com a canhota, a bola ficou travada na área, Sané pegou sobra, girou e chutou, mas ele desviou e foi por cima do gol de Steele.

O City parecia com a classificação encaminhada, mas ainda ocorreu algo improvável nos acréscimos. Já aos 94, o Bristol conseguiu empatar: após cruzamento da esquerda, Reid escorou para o meio, e Flint mandou para o gol. Apenas mais um gol dos adversários poderia levar o jogo para a prorrogação, mas foi o City quem respondeu e acabou com qualquer esperança: em contragolpe puxado por Sané, ele entrou na área e cruzou para De Bruyne no meio, que mandou para o gol.

O City volta para Wembley, e agora espera o vencedor do confronto entre Arsenal e Chelsea. A final ocorre no dia 25 de fevereiro.

Sobre Manoel Martins Jr

Avatar for Manoel Martins Jr
Melhor com a caneta nas mãos do que com a bola nos pés.

Veja mais

Burnley 1 x 1 Manchester City – Pós-Jogo

O Manchester City visitou o Burnley neste sábado, em partida válida pela 26ª rodada da …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *