Home / Notícias / Guardiola não vai mudar sua filosofia e jogar um futebol pobre, como Mourinho, para ganhar títulos

Guardiola não vai mudar sua filosofia e jogar um futebol pobre, como Mourinho, para ganhar títulos

O mundo do futebol, muitas vezes, é tão subjetivo quanto ir da euforia à decepção, dependendo do resultado. Se você ganhar, vale tudo. Se você perder, inútil. A famosa frase de Cruyff quando disse que “Eu quero que minhas equipes joguem um bom futebol, pois então estaremos mais perto de ganhar do que perder”, nem sempre foi uma filosofia respeitada e imitada.

Há muitos treinadores, Mourinho, por exemplo, onde que o fim justifica os meios … contanto que seja ganhar, é claro. Ele ganhou a Champions League com o Inter jogando um futebol irritante, com Eto’o defendendo como um lateral, no Camp Nou.

No outro lado da escala temos Pep Guardiola, respeitado, admirado e recompensado por seu compromisso inegociável com a posse de bola, o jogo extremo, o futebol ofensivo e a busca da excelência. Sim, você vai dizer, mas ele vai terminar a sua primeira temporada na Inglaterra sem ganhar um único título e foi eliminado nas oitavas da Champions League.

Os dados também, se considerarmos que Mancini e Pellegrini, seus antecessores no cargo, provavelmente, com piores equipes, venceram a Premier League e com o chileno no banco, também chegou às semi-finais européias.

É a primeira vez que Pep Guardiola como treinador fica em branco. E precisamente a temporada que o Manchester City fez seu maior investimento econômico de sua história no fortalecimento da equipe.

No entanto, tenha em mente que Ferran Soriano e Txiki Begiristain não deram total poder e controle para que Pep Guardiola varresse seus adversários do dia para a noite, e que tivesse tardes de glória como no Barça e Bayern de Munique.

Entre outras coisas porque no Barça ele tinha alguns bons jogadores, no Bayern outros, e no City ele teve que competir em um campeonato, a Premier League, em que existem seis equipes podendo ser campeãs. Igualdade, por outro lado, não existe em Espanha ou Alemanha.

Há uma verdade inquestionável: o City é a equipe que joga melhor futebol na Inglaterra e que é um valor em si mesmo. Guardiola não vai mudar a sua forma de entender o esporte, para conquistar um título mais ou menos. Chamá-lo de romântico ou bobo, mas ele nunca vai desistir de seus ideais como treinador para ter sucesso ou impor um estilo barroco, jogo sujo e defensivo.

Ele está no City para construir um projeto, para fornecer a primeira equipe, e tudo o que vem atrás de uma filosofia reconhecida, um jogo admirado … e ser capaz de ter sucesso, é claro.

Talvez você não vai acreditar, mas o grande objetivo de Begiristain é nutrir-se do futebol do Pep Guardiola. Onde o City investe em buscar e formar jogadores talentosos.

Guardiola segue a filosofia de Cruyff, onde ganhar títulos é superestimado em que influeciar uma geração é mais importante.

Pep disse uma vez: “Os melhores managers ganham muitos títulos porque estamos em grandes clubes com grandes jogadores, mas é sobre como eles influenciam a nova geração, como eles influenciam seus jogadores. No Ajax como Cruyff influenciou todos os jogadores, eu posso lembrar de todos os nomes, van Basten, Rijkaard e todos os outros, eles são treinadores agora, e muitos muitos jogadores no Barcelona são treinadores.”

Guardiola tem todo o crédito que precisa. E se com o tempo ele ver que o caminho está errado, ele vai com a música para outro lugar. Enquanto ele acredita no que faz e quem o trouxe também, tudo está tranquilo.

Não comece a apontar o lápis e ditar frases lapidares porque eu ainda me lembro o que muitos escreveram quando o FC Barcelona apontou o inexperiente Guardiola como treinador da sua equipe principal.

Tempo ao tempo…

Coluna do Diário Sport da Catalunha escrito pelo Toni Frieros 

Sobre Evans

Avatar for Evans
Fundador, Twitter, ManCityBrazil TV, Podcast, Correspondente na Inglaterra e Seasoncard holder do Manchester City.

Veja mais

Aymeric Laporte já começa a fazer seus exames médico pelo Man City

A contratação do Aymeric Laporte pelo Man City está cada vez mais próxima. Ontem o …

Um comentário

  1. Avatar for Evans
    Júlio Colacio

    Baita de uma reportagem, gostei e concordo com você. É por isto que admiro e amo o futebol de Pep Guardiola, é aquele futebol que faz encher os olhos de água.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *